Segurança nas escolas: 4 dicas para a volta às aulas

POR: Tok de Segurança Postado em 23/03/2020

A segurança nas escolas é algo indispensável para quem quer oferecer o mínimo de tranquilidade aos pais dos alunos. Afinal, você sabe como é criança, eles têm muita energia e, principalmente, criatividade para brincar, se divertir e até aprontar de vez em quando. Por isso, antecipar seus passos é essencial para mantê-los seguros.

Além disso, existem outros fatores de risco que não estão diretamente ligados às atitudes dos alunos, mas, sim, de terceiros, e é por essa razão que a atenção e cuidado precisam ser redobrados dentro da escola, que nada mais é que o segundo lar das crianças e adolescentes.

Para ajudar a tornar a sua escola mais segura, listamos 4 dicas de segurança indispensáveis que você precisa implementar o quanto antes. Confira!

1. Tenha um controle de acesso

Saber quem são as pessoas que entram e saem da escola é fundamental para manter a segurança dos alunos. Sendo assim, é importante que você invista controles de acesso eficientes que garantirão que nenhum estranho entrará no ambiente escolar.

Normalmente, as empresas que oferecem essa tecnologia disponibilizam tags ou cartões de acesso para que somente professores, alunos e responsáveis possam transitar no colégio.

Um sistema de controle de acesso também pode ser instalado em piscinas, laboratórios e cozinhas, por exemplo, a fim de limitar o uso desses setores que podem ser considerados de risco quando não há supervisão de um responsável. 

2. Invista em um sistema de monitoramento

Um sistema de monitoramento permitirá que tudo que acontece dentro e aos arredores da escola seja acompanhado de perto. Basicamente, esses sistemas contam com softwares, câmeras e gravadores, os quais permitem observar tudo o que acontece dentro da sala de aula, nos corredores, nas quadras esportivas e demais setores do colégio.

Dessa forma, sempre que algum transtorno acontecer, será possível conferir as imagens das câmeras de segurança para saber o que exatamente desencadeou o problema e qual é a melhor forma de solucioná-lo e, também, evitar que isso se repita.

3. Adquira um sistema de incêndio

Acidentes decorrentes de incêndio, muitas vezes, podem superar danos materiais e trazer perdas irreparáveis. Levando isso em consideração, ter um sistema contra incêndio é fundamental para manter a segurança nas escolas, principalmente porque a circulação de pessoas nesses ambientes é muito grande.

Quando falamos de um sistema de incêndio, ele deve ir além de extintores, sinalizações e luzes de emergência. O sistema deve detectar fumaça e emitir sinais de alerta às pessoas para que elas possam evacuar o local o mais rápido possível.

Também realize treinamentos com os alunos e profissionais da escola para garantir que, em caso de uma ocorrência, todos saibam o que fazer.

4. Aplique redes de proteção em sacadas, escadas e playgrounds

Crianças e adolescentes são muito ativos. Em momentos de euforia, como saída para o recreio ou para ir para casa, os ânimos se alteram e o famigerado “empurra-empurra” ocorre. O perigo se agrava quando isso acontece em sacadas ou escadas, por isso, investir em redes de proteção nesses locais é fundamental para garantir a segurança dos alunos.

Além disso, playgrounds também merecem uma atenção especial. Como nesse ambiente as crianças estão mais livres para se divertir, elas muitas vezes perdem a noção do perigo e podem se desequilibrar em algum brinquedo. Mais uma vez, o uso da rede de proteção se faz indispensável para evitar contratempos. 

Garantir a segurança nas escolas não é uma tarefa tão difícil, o que faz muitas pessoas negligenciarem essa questão é o orçamento. No entanto, tudo isso precisa ser visto como um investimento no ambiente escolar, que evitará que outros transtornos ― muito mais onerosos ― aconteçam.

Para ter acesso a mais dicas como estas, curta a nossa fanpage no Facebook e acompanhe nossas novidades!